Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Listagem de discos de vinil - boas referências

Collapse
This is a sticky topic.
X
X
 
  • Filter
  • Horas
  • Show
Clear All
new posts

  • #31
    Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

    Mais uma sugestão;
    Test Dept. - Terra firma - da Play it sam again records, manufacturado por wax trax (usa) 1988
    Som duro, crú, industrial, mas com uma atmosfera muito envolvente.

    Comment


    • #32
      Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

      Mais uma;
      Stanley Jordan - Magic Touch - da Blue Note , mas com prensagem dita audiófila da responsabilidade da Valentim de Carvalho. 1985
      Curiosamente a capa do lp tem um aviso indicando que a gravação comporta apenas um guitarrista!!!. Enfim o homem é um virtuoso da guitarra e realmente a sua técnica muito especial engana os nossos ouvidos, parecendo realmente que existe mais de uma guitarra. A gravação e masterização preserva na minha opinião muito bem o virtuosismo do guitarrista.

      Comment


      • #33
        Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

        Pink Floyd - dark side of the moon
        Anda por aí a um bom preço - de €20 a edição do 30º aniversário em vinyl, de 180gr, e na minha opinião vale a pena em termos sonoros.

        Joan Baez - Joan Baez, editora pure pleasures, vinyl de 180gr, a preço similar e bom som.

        Comment


        • #34
          Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

          Tenho uma célula nova, pelo que ando com ouvidos lavados e a revisitar a discografia.
          Eagles - Hotel Califórnia, um clássico, mas muito bem gravado com um som quente, envolvente e cristalino. Tenho uma edição alemã da WEA de 76 com vinil silencioso. Já não lhe mexia há muito tempo e foi uma agradável surpresa.

          Comment


          • #35
            Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

            Há dias fiz uma visita a uma das capelinhas de vinil em lisboa e deparei com um Mofi dos supertramp (crime of the century) a € 7,5. Claro que não há milagres e tinha um "risco" que traçava 2 faixas, o resto parecia impecável. E estava... com um som, apesar de algum "fritar"... fantástico. Que pena os Mofi serem tão caros. Tenho que experimentar um virgem... só para confirmar. Bem acabou por ficar por € 5; não se perde muito.

            Comment


            • #36
              Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

              Bem....como o pessoal está meio adormecido vou eu alimentando este tópico.
              The Rolling Stones - Let it Bleed e Beggards Banquet - edicão de 180gr da ABKCO de 2003, masterizados por Don Grossinger. (DSD Remaster)
              Valem bem os euritos pagos, não só estes dois como ao que parece toda a série que foi editada.

              PS: A HMV britânica está a vender alguns títulos da discografia reeditada de Jimi Hendrix (Sony Legacy) a menos de 10£ . É uma edição muito bem cotada em termos sónicos e ao que sei (mas não juro) provenientes de master analógicos.

              Comment


              • #37
                Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

                Recebi hoje 2 dos 3 títulos que encomendei da obra de Jimmi Hendrix (o outro está mais atrasado) da Sony Legacy, 180 gr, em vinil super silencioso, originários dos masters analógicos, masterizados por George Marino na Sterling Sound. Excelente som e como já tinha dito no outro post a £ 9.99 na HMV. É uma oportunidade a não perder para quem é apreciador.

                Comment


                • #38
                  Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

                  Já alguém reparou na excelência sónica do Syncronicity dos Police? Pois experimentem e verâo que é um valor seguro em termos sonoros.
                  Curioso é também o facto de a edicão Portuguesa (pelo menos a que tenho) da CBS ter na "bolacha".... Masterdisk e RL (Robert Luwdig). Ora bem se a edição CBS Portugal for toda com o "cut" de RL não hesitem em comprá-lo em segunda mâo.

                  Comment


                  • #39
                    Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

                    Grandes discos que me dão um prazer enorme:
                    1) Art Blakey and the Jazz Messengers – Moanin´ (edição de 2008 da Blue Note, original de 195.
                    2) Hank Mobley – Workout (edição de 2008 da Blue Note, original de 1961).
                    3) Nina Simone – Little Girl Blue (Edição de pela Jazz Wax Records, original de 1957)
                    4) Cookin' with the Miles Davis Quintet (edição da 52nd Street Records)
                    5) Jonh Coltrane - Blue train (edição Valentim de Carvalho 1977, original de 1957)
                    6) Alela Diane – The Pirate´s Gospel (edição da Holocene Music 2006, original 2004)
                    7) Ali Farka Touré & Toumani Diabaté – Ali and Toumani (Edição da World Circuit 2009)
                    Ghana Special – Modern Sounds, Afro sounds & Ghanaian Blues 1968 – 81 (Ediação da Soundway 5xLP boxset )
                    9) The Doors – The Doors (edição da Rádio Triunfo, original de 1967)
                    10) Maria João Pires - Chopin valses, números 1-14 (ERATO PORTUGAL LP 1985)
                    Last edited by Maxis; 01-05-2011, 21:01.

                    Comment


                    • #40
                      Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

                      Recebi via discogs, AC/DC, Back in Black - K 50735 UK
                      Strawberry (A2 - B1) 1980
                      "Tum Tara TUm tara nanana taratum". power to the people.

                      Comment


                      • #41
                        Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

                        hoje tive a possibilidade, durante a tarde, de me sentar e repousadamente audio digerir alguma coisa.
                        Uma das bolachas que foi parar ao gira foi Dylan, Blood on the tracks. O album é soberbo e sobretudo está muito bem gravado , misturado e masterizado. A prensagem que tenho é da CBS Portuguesa, mas de qualquer maneira soa muito bem.

                        Comment


                        • #42
                          Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

                          Maxis escreveu Ver Mensagem
                          Grandes discos que me dão um prazer enorme:
                          1) Art Blakey and the Jazz Messengers – Moanin´ (edição de 2008 da Blue Note, original de 195.
                          2) Hank Mobley – Workout (edição de 2008 da Blue Note, original de 1961).
                          3) Nina Simone – Little Girl Blue (Edição de pela Jazz Wax Records, original de 1957)
                          4) Cookin' with the Miles Davis Quintet (edição da 52nd Street Records)
                          5) Jonh Coltrane - Blue train (edição Valentim de Carvalho 1977, original de 1957)
                          6) Alela Diane – The Pirate´s Gospel (edição da Holocene Music 2006, original 2004)
                          7) Ali Farka Touré & Toumani Diabaté – Ali and Toumani (Edição da World Circuit 2009)
                          Ghana Special – Modern Sounds, Afro sounds & Ghanaian Blues 1968 – 81 (Ediação da Soundway 5xLP boxset )
                          9) The Doors – The Doors (edição da Rádio Triunfo, original de 1967)
                          10) Maria João Pires - Chopin valses, números 1-14 (ERATO PORTUGAL LP 1985)
                          Um ano depois mais coisa menos coisa, imponha algumas alterações nesta lista novas aquisições outras tantas redescobertas, aqui ficam os dez que me estão a dar um prazer enorme:

                          1) Keith Jarret – The Koln Concert (Edição ECM 1064/65, original de 1975)
                          O piano na sua forma avassaladora, faz de instrumento de percussão, cordas e sopros, concerto único gravado para a posteridade.
                          2) Ali Farka Touré & Toumani Diabaté – In The Heart of the Moon (2005 world circuit)
                          O mestre de kora (Touamni) toca num álbum notável com o guitarrista (Ali Farka). Gravado num sopro sem ensaios, a música no seu estado mais puro que nos leva para paragens distantes e afasta o quotidiano cinzento aos primeiros acordes.
                          3) The Dave Brubeck Quartet – Time out (edição de 2012 da Vinyl Lovers, original de 1959)
                          Um dos maiores discos de Jazz de todos os tempos, sopros divinais e bateria intensa. Uma das faixas brilhantes é Take five.
                          4) Jeff Buckley – Grace (edição de 2009 pela Musico n vinyl, original de 1994)
                          O mais consagrado dos discos da curta carreira de Jeff. Tem a mais soberba interpretação da música Hallelujah, um dos raros casos em que a versão ultrapassa a original (de Cohen). Mas disco vale mais do que essa faixa, muito mais…
                          5) Nina Simone – Little Girl Blue (Edição de pela Jazz Wax Records, original de 1957)
                          Nina apresenta-se com uma voz soberba, numa gravação bastante aceitável e um piano arrebatador.
                          6) Isaac Hayes - Hot buttered soul (edição da Stax, original de 1969)
                          O mestre da soul no seu melhor. Este disco rompeu com uma serie de convenções na indústria da soul, nomeadamente com o tempo da duração das músicas. Ouvir alto “By the time I get tho Phoenix”. Fabuloso.
                          7) Billie Holiday - Lady Sings the Blues (edição da Jazz Wax records, original de 1956)
                          Encontramos uma Billie em forma, com músicos competentes e uma gravação agradável o que nem sempre é fácil encontrar de Holiday.
                          Super Mama Djombo – Festival vol.2 (edição de Cobiana 197?)
                          A festa africana junta-se a cuba, ritmos frenéticos com conteúdo politico. Música Festival é provavelmente um dos cruzamentos mais conseguido entre ambas as culturas.
                          9) Fausto – Por este rio acima (edição Triângulo 1982)
                          O mais brilhante disco da música popular Portuguesa, Fausto nunca mais atingiu este brilhantismo.
                          10) Art Blakey and the Jazz Messengers – Moanin´ (edição de 2008 da Blue Note, original de 195.
                          A bateria de Art encontra-se com o trumpet de Lee Morgan e Timmons no piano. O resultado é brilhante. Nunca um baterista foi tão genial.

                          Espero que sirva para alguns (re)descobrirem alguns destes discos...
                          Abraço

                          Comment


                          • #43
                            Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

                            fjbl escreveu Ver Mensagem
                            hoje tive a possibilidade, durante a tarde, de me sentar e repousadamente audio digerir alguma coisa.
                            Uma das bolachas que foi parar ao gira foi Dylan, Blood on the tracks. O album é soberbo e sobretudo está muito bem gravado , misturado e masterizado. A prensagem que tenho é da CBS Portuguesa, mas de qualquer maneira soa muito bem.
                            Boas,

                            consegues verificar a matrix dessa edição? Alguns discos que foram vendidos em portugal, de várias editoras, entre elas a CBS/Columbia, a Geffen, e outras, não prensaram aqui os discos, limitaram-se (e ainda bem) a importar os discos já prensados nos EUA ou por vezes em algum outro país europeu e a trocar a capa por uma escrita em português. Se calhar é esse o caso desse disco, não sei...

                            Os últimos que detectei que são prensagens americanas originais com capa portuguesa foram o Simon & Garfunkel Concert in Central Park e o Bruce Sringsteen Nebraska, mas há muitos outros por aí.

                            Estou a colocar esta questão porque a minha experiência com as prensagens nacionais de música estramgeira é, pelo menos... mediana... ou seja, quando não é o som que é mau pela masterização usar uma cópia de cópia de cópia de cópia de cópia da master tape... ou é mau porque a prensagem está cheia de defeitos, ou até vinil reciclado de péssima qualidade, enfim há um bocado de tudo.

                            .
                            -> www.ViciAudio.pt ~ www.VinylGourmet.com ~ a sua Música... bem servida! -> Saldos de Verão agora no Vinyl Gourmet!

                            Comment


                            • #44
                              Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

                              Algumas ideias sobre estes discos, Maxis

                              Maxis escreveu Ver Mensagem
                              1) Keith Jarret – The Koln Concert (Edição ECM 1064/65, original de 1975)
                              O piano na sua forma avassaladora, faz de instrumento de percussão, cordas e sopros, concerto único gravado para a posteridade.[/I]

                              Disco fabuloso, seja a edição original alemã ou america e até a reedição 180gr recente da ECM que usa um processo 100% analógico a partir das masters originais, segundo me confirmou directamente Martin Geyer da ECM records em Munique.
                              [I]

                              2) Ali Farka Touré & Toumani Diabaté – In The Heart of the Moon (2005 world circuit)
                              O mestre de kora (Touamni) toca num álbum notável com o guitarrista (Ali Farka). Gravado num sopro sem ensaios, a música no seu estado mais puro que nos leva para paragens distantes e afasta o quotidiano cinzento aos primeiros acordes.

                              Normalmente discos muito bons e com excelente som da World Circuit, por exemplo o disco de Buena Vista Social Club

                              3) The Dave Brubeck Quartet – Time out (edição de 2012 da Vinyl Lovers, original de 1959)
                              Um dos maiores discos de Jazz de todos os tempos, sopros divinais e bateria intensa. Uma das faixas brilhantes é Take five.

                              Aqui tenho de ficar desiludido com a escolha da edição porque este ENORME disco merecia bem melhor. As melhores edições que conheço em vinil são a original americana (stereo) e a fabulosa reedição da Classic Records (a mais simples, 1 disco 200gr 33rpm), se encontrares uma, que já não será fácil porque deixou de ser produzida, compra logo porque vale mesmo a pena.
                              Vinyl Lovers é uma das "marcas" a evitar na procura de vinil de qualidade


                              4) Jeff Buckley – Grace (edição de 2009 pela Musico n vinyl, original de 1994)
                              O mais consagrado dos discos da curta carreira de Jeff. Tem a mais soberba interpretação da música Hallelujah, um dos raros casos em que a versão ultrapassa a original (de Cohen). Mas disco vale mais do que essa faixa, muito mais…

                              É um disco fantástico, mas essa edição não é a melhor (e raramente o são, da Music On Vinyl - MOV), é aliás a pior na minha opinião, com o som mais artificial e "mecânico". Recomendo vivamente a edição americana da Rhino masterizada por Kevin Gray na Cohearent Audio (1 LP 180gr) que talvez seja superada pela nova edição da ORG (Original Recordings Group) que vai sair brevemente em duplo LP 45rpm masterizada por Bernie Grundman! O disco e o artista que tão cedo nos deixou merecem

                              5) Nina Simone – Little Girl Blue (Edição de pela Jazz Wax Records, original de 1957)
                              Nina apresenta-se com uma voz soberba, numa gravação bastante aceitável e um piano arrebatador.

                              Jazz Wax?
                              Mais uma editora a aproveitar-se da questão do copyright com mais de 50 anos na Europa e a usar fontes de CD, muitas vezes de forma ilegal, para fazer discos de vinil a "martelo"

                              6) Isaac Hayes - Hot buttered soul (edição da Stax, original de 1969)
                              O mestre da soul no seu melhor. Este disco rompeu com uma serie de convenções na indústria da soul, nomeadamente com o tempo da duração das músicas. Ouvir alto “By the time I get tho Phoenix”. Fabuloso.
                              Não conheço.

                              7) Billie Holiday - Lady Sings the Blues (edição da Jazz Wax records, original de 1956)
                              Encontramos uma Billie em forma, com músicos competentes e uma gravação agradável o que nem sempre é fácil encontrar de Holiday.

                              Jazz Wax
                              Coitada da "Lady"

                              Super Mama Djombo – Festival vol.2 (edição de Cobiana 197?)
                              A festa africana junta-se a cuba, ritmos frenéticos com conteúdo politico. Música Festival é provavelmente um dos cruzamentos mais conseguido entre ambas as culturas.
                              Não conheço

                              9) Fausto – Por este rio acima (edição Triângulo 1982)
                              O mais brilhante disco da música popular Portuguesa, Fausto nunca mais atingiu este brilhantismo.

                              Que maravilha. É diíficl encontrar um exemplar com os 4 lados realmente em bom estado, mas... eles andem aí! Soa muito bem, mete "no saco" o CD "Remaster" que se vende nas lojas actualmente que é um nojo comparado com o vinil original. O CD original não é mau... muito parecido com o vinil, mas havendo um exemplar de vinil sem muitos defeitos, é a melhor opção sem dúvida!


                              10) Art Blakey and the Jazz Messengers – Moanin´ (edição de 2008 da Blue Note, original de 195.
                              A bateria de Art encontra-se com o trumpet de Lee Morgan e Timmons no piano. O resultado é brilhante. Nunca um baterista foi tão genial.

                              Essas edições da "Blue Note" não são propriamente más (para o que custam) estando ligeiramente acima das "wax times" e "vinyl lovers" desta vida hehehehe, mas também não são muito boas... e são feitas a partir de fontes digitais. Para material dessa época, vale a pena procurar edições 100% analógicas que usam as master tapes originais e são bem produzidas

                              Espero que sirva para alguns (re)descobrirem alguns destes discos...
                              Abraço
                              Abraço e muita música, da boa, e em bons discos, é o que se deseja


                              .
                              -> www.ViciAudio.pt ~ www.VinylGourmet.com ~ a sua Música... bem servida! -> Saldos de Verão agora no Vinyl Gourmet!

                              Comment


                              • #45
                                Re: Listagem de discos de vinil - boas referências

                                fjbl escreveu Ver Mensagem
                                Há dias fiz uma visita a uma das capelinhas de vinil em lisboa e deparei com um Mofi dos supertramp (crime of the century) a € 7,5. Claro que não há milagres e tinha um "risco" que traçava 2 faixas, o resto parecia impecável. E estava... com um som, apesar de algum "fritar"... fantástico. Que pena os Mofi serem tão caros. Tenho que experimentar um virgem... só para confirmar. Bem acabou por ficar por € 5; não se perde muito.
                                Pois por esse preço... mas uma coisa te digo esse disco é FA-BU-LO-SO, uma edição perfeita.

                                Mas há outro que podes comprar novo ainda hoje (penso eu) que é 99% tão bom como o MoFi.... é a edição da Speakers Corner que quando saiu deixou todo o "Mundo Audiófilo Analógico" espantado com a sua qualidade (e atenção que a Speakers Corner não tem assim tanos discos que se destaquem de forma tão positiva). Soa quase igual ao MoFi, em algumas coisas arrisco dizer que é melhor, tem maior projecção e uma sensação de ritmo mais instantânea, em termos de tonalidades, extensão de frequências, etc, e até na qualidade da prensagem, considero-as empatadas. A MoFi só se destaca um bocadinho de nada numa resolução ligeiramente superior que resulta numa naturalidade acrescida e "facilidade" com que o som é absorvido por nós... Portanto, a SC é quase quase quase tudo o que a MoFi era, e está disponível no mercado
                                -> www.ViciAudio.pt ~ www.VinylGourmet.com ~ a sua Música... bem servida! -> Saldos de Verão agora no Vinyl Gourmet!

                                Comment

                                Working...
                                X