Anúncio

Collapse
No announcement yet.

A Padaria Portuguesa

Collapse
X
 
  • Filter
  • Horas
  • Show
Clear All
new posts

  • #16
    Re: A Padaria Portuguesa

    Amigo Mikejazz,

    Obrigado pelo envio dos links, são interessantes sem dúvida, abrem o apetite também.
    Dá-me ideia de ambos sermos amigos de pão, com catano, a minha mulher de quando em vez diz ter saudades do tal pãozinho Alentejano feito pelas senhoras de lenço na cabeça perdidas alugures na imensidão do Alentejo, deus meus era passar o resto da vida a comer pãozinho e a ouvir música, era bom era...

    Comment


    • #17
      Re: A Padaria Portuguesa

      Desde que a ASAE tomou conta do pedaço não há velhinha que se atreva a por a mão na massa, por receio de acusação de crime de traição à pátria europeia.



      Mozarteano escreveu Ver Mensagem
      Amigo Mikejazz,

      Obrigado pelo envio dos links, são interessantes sem dúvida, abrem o apetite também.
      Dá-me ideia de ambos sermos amigos de pão, com catano, a minha mulher de quando em vez diz ter saudades do tal pãozinho Alentejano feito pelas senhoras de lenço na cabeça perdidas alugures na imensidão do Alentejo, deus meus era passar o resto da vida a comer pãozinho e a ouvir música, era bom era...

      Comment


      • #18
        Re: A Padaria Portuguesa

        mnfv escreveu Ver Mensagem
        Desde que a ASAE tomou conta do pedaço não há velhinha que se atreva a por a mão na massa, por receio de acusação de crime de traição à pátria europeia.
        Sério, não se pode amassar à mão!??

        Eu recomendo...de vez em quando faço massa fresca (à mão) e é exercício que ainda queima umas calorias!
        *Fontes: CD Rega Planet; Streaming: Linn Sneaky DS;
        Media Server: NAS Synology; Controller IPad ou Laptop
        * DAC e Amplificador: Lyngdorf TDAI2200
        *Colunas: Quad ESL 2805

        Comment


        • #19
          Re: A Padaria Portuguesa

          Não sei as regras ao certo, mas as queixas são que não se podem usar utensílios de madeira, métodos manuais, lenha etc etc

          O que eu acredito é que é possível usar isso tudo, mas com uns critérios impossíveis de cumprir por pequenos produtores.


          MikeJazz escreveu Ver Mensagem
          Sério, não se pode amassar à mão!??

          Eu recomendo...de vez em quando faço massa fresca (à mão) e é exercício que ainda queima umas calorias!

          Comment


          • #20
            Re: A Padaria Portuguesa

            Eu não sei quais são os critérios de actuação da ASAE, acho que a nova legislação tornou-a por decreto aprovado portanto no parlamento um orgão policial, julgo eu de que, e com policia não me meto nem discuto, no entanto acho que esta actua onde não devia, e devia actuar onde não actua mais assíduamente, é o que ouço dizer e o que vou lendo quando tenho tempo para saber noticias de Portugal.

            Devia também actuar sobre os politicos e admnistradores e gestores de empresa, de certeza que era uma limpeza, eu pagava para ver, mas é do pelouro de outra policia, a PJ estará lá para fazer e bem o seu trabalho como pode naturalmente, muitas vezes sem meios.

            Muitas queixas eu apresentei in loco nas instalações desta, não sei se foram eficazes, ou caíram em saco rôto...

            Mas aqui para nós, aquelas senhoras de lenço na cabeça perdidas nos confins alentejanos são bem mais limpas e higiénicas que muita tasca e muito restaurante dito gourmet da treta que se vê por várias zonas de Lisboa.

            Não sei se os utinsilios de madeira são ou não permitidos, pode ser que desenvolvam fungos pode ser verdade, mas se o inox não fôr devidamente lavado e desinfectado também é um bom veículo de bactérias, é tudo uma questão de se fazer uma boa higienização preconizada pelos proprietários dos mais variados estabelecimentos.

            Se a ASAE fôr à maioria das cozinhas e áreas circundantes dos centros comerciais então tinha muito que encerrar, baratame e rataria é a dar com o pau.

            As tais velhinhas perdidas em algumas zonas remotas de Portugal confeccionam a maioria dos alimentos em recipientes de barro e utilizam ingredientes naturais, não sei se fazem bem ou mal, quase que poria as mãos no fogo que estas senhoras lavam properly os recipientes utilizados, quanto aos ingredientes, quase com toda a certeza que são mais naturais do que os utilizados na grandes urbes e suburbios, não há cá Knorr's nem intensificadores de sabor.

            Por vezes ficao abismado quando vejo o povão a mamar sofregamente nos CC aquelas espécie de sopas...antes queria estar uma semana a pão alentejano e água. Atenção, não sou Alentejano pode parecer estar a defender alguma coisa, mas sou lisboeta nascido e criado, estou é noutras paragens.
            Last edited by Mozarteano; 26-02-2014, 18:59.

            Comment


            • #21
              Re: A Padaria Portuguesa

              kkkk a Padaria Portuguesa está para a qualidade de pão como o Trabant está (esteve) para os carros... são modas
              Rua Pinheiro Chagas nº17 tel 213552710 Lisboa
              [email protected]

              Novas marcas:Amphion,Guru,Davis,Clones audio,Crayon,T+A,AMI,Squeeze-Upgrade.

              Marcas comercializadas:Arcam,Atoll,Focal,Lavardin,Chord,M usic Hall,Nagaoka,Lessloss,Harmonic technology,,Fiio,Nuforce.
              Audiotechnica,Project,CambridgeAudio,Creek,Epos,Re vo,Pioneer,Nad,Wharfedale,Genevalab,Tivoli,Supra,T aralabs,Furutech,Oyade,Yamaha,Loewe, Panasonic,Sony,PMC,Tannoy,Qacoustics,Monitor Audio,Audiolab, Isotek.. entre outras

              Comment


              • #22
                Re: A Padaria Portuguesa

                O carro até ''nem era mauzinho'' de todo, muito plástico, mas era um símbolo da ex DDR. Não vejo que a Padaria Portuguesa perdure e fique um símbolo.
                Modas, como em tudo em Portugal, nisso os tugas são pioneiros e os primeiros!!!

                Comment


                • #23
                  Re: A Padaria Portuguesa

                  Sim, de facto as normas de HACCP e a devida fiscalização por parte da ASAE vieram mudar muita coisa... No entanto no que se refere a produtos regionais a lei é ainda bastante ambígua e protege aquilo que chamamos de confecção artesanal... A madeira ainda é permitida assim como a utilização de lenha. Um exemplo disso é o pão de Ul e a regueifa de canela de Ul, produto certificado e protegido. Acredito que estas excepções também existam noutros tipos de pão.

                  No caso especifico do pão acima referido, o pão ainda hoje é feito à mão, usando tabuleiros de madeira e fornos a lenha. No entanto só pode mesmo ser fabricado na freguesia de Ul, concelho de Oliveira de Azeméis...

                  Ainda existe muito bom pão em Portugal felizmente

                  Quanto a se poder utilizar as mãos, estudo Gestão e Produção de Cozinha na Escola de Hotelaria e Turismo do Porto e tanto quanto sei as mãos ainda se podem usar desde que toda a higiene seja preservada...

                  Comment


                  • #24
                    Re: A Padaria Portuguesa

                    Não vou opinar mais sobre a desgraçada da Padaria Tuga. Eu por vezes utilizo as mãos é para coçar o rabo.
                    Agora mais sério. Não querendo fugir ao tópico, um grande exemplo de outrora em Lisboa, era a emblemática Confeitaria Nacional, eu disse que fora um grande exemplo porque agora já não o é, é tão simplesmente igual a tantas outras ''tascas'' da especialidade

                    Mas recordo na altura o Sr Baltazar Castanheiro com a bela idade de 82 anos á entrada sempre vestido a rigor a controlar o movimento, casa sempre cheia de locais, lisboetas portanto e não só. Este faleceu e o filho passou a gerir a coisa, não sei se bem ou mal.
                    Esta prezada confeitaria fabricava o melhor bolo rei da cidade, eram filas de longos metros e de longas horas, muitas horas eu passei também sofrego por tal iguaria, cada fatia comida era melhor que a anterior, o sabor a vinho do Porto era uma constante, hoje, comer este ou uma bola de berlim é a mesma coisa, é a mesma massa e mesma textura de todos os outros bolos que por lá se fabricam e os preços particados uma autêntica roubalheira, de facto é para Inglês ver e consumir.

                    Uns bolos que ainda se toleram são os famosos Africanos, os Garibaldi, já não são tão bons como antigamente mas ainda se deixam trincar, o resto já não, a maioria é intragável.

                    Não consigo entender é quando ás vezes uma prezada senhora, funcionária da casa quase desde o principio lvai á televisão publicitar o fabrico do esmerado bolo rei e o segredo deste encontra-se fechado a sete chaves, bem, pelo que se consta é natural que não tenham encontrado as chaves deste para desvendar o tal segredo, porque o bolo é tão mau, tão mau, que só os estrangeiros que invadem o estabelecimento e alguns tugas é que se deixam enganar...
                    Last edited by Mozarteano; 27-02-2014, 15:18.

                    Comment


                    • #25
                      Re: A Padaria Portuguesa

                      No meio disto tudo ainda ninguém apontou um sitio para ir ao pão em Lisboa.

                      Eu sei é que quando vou ao Algarve trago toneladas de pão daquele feito à mão e cozido em forno de lenha. Já me está a dar fome.

                      Comment


                      • #26
                        Re: A Padaria Portuguesa

                        Mozarteano escreveu Ver Mensagem
                        Amigo Mikejazz,

                        ... deus meus era passar o resto da vida a comer pãozinho e a ouvir música, era bom era...
                        Se não fosse pedir de mais acrescentaria o vinho, o queijo e as azeitonas (alentejanos claro)...

                        Comment


                        • #27
                          Re: A Padaria Portuguesa

                          bonovoxx76 escreveu Ver Mensagem
                          Se não fosse pedir de mais acrescentaria o vinho, o queijo e as azeitonas (alentejanos claro)...
                          Ui, queijinho alentejano, vai lá vai. Vinho dizem ser do melhor, eu não sei porque não sou apreciador desse néctar, mas para mim já bastava pãozinho e o queijinho, por exemplo o de Serpa, ui.

                          Comment


                          • #28
                            Re: A Padaria Portuguesa

                            Estou a ver que o meu amigo tem costela de alentejano, só lhe falta realmente gostar de vinho para ter a certificação completa.

                            Comment


                            • #29
                              Re: A Padaria Portuguesa

                              jopl escreveu Ver Mensagem
                              Estou a ver que o meu amigo tem costela de alentejano, só lhe falta realmente gostar de vinho para ter a certificação completa.
                              Não, não pá, sou Lisboeta, Alfacinha, nascido e criado como já tinha dito em posts anteriores, gosto é do que ainda de pouco e de bom Portugal vai produzindo.
                              Alentejo, Alentejo, litoral ou interior, é todo bom, mas para a boa mesa e asseio, prefiro o interior. Há anos que não ponho lá os coutos... Que saudade do Pão das Brunheiras. Lembro quando estive por lá, o porta bagagens do meu bólide na altura mais parecia o de um imigrante dos anos 60 ao estilo de de Linda de Suza ( com o devido respeitinho por esta senhora ) , carregadinho de pão, só faltava o garrafão forrado a verga, e o caõzinho com a cabeça a abanar e umas almofadas na traseira do autómovel.

                              Vinho e jolas é que não pá, e ainda bem, senão mais pobre ficaria.

                              Comment


                              • #30
                                Re: A Padaria Portuguesa

                                Mozarteano escreveu Ver Mensagem
                                Vinho e jolas é que não pá, e ainda bem, senão mais pobre ficaria.
                                Vais-me desculpar mas comer um queijinho alentejano umas rodelas de paio de porco preto, umas fatias de pão, mais umas azeitonas, sem ser regado com um bom tinto, é quase um crime lesa pátria passe o exagero.

                                Comment

                                Working...
                                X